Quem ganha salário mínimo consegue investir? Método promete poupar R$ 99

Será possível fazer investimentos ganhando o salário mínimo de R$ 954 por mês? A educadora financeira Maiara Xavier, 31, criadora do método A Rica Simplicidade, afirma que sim, se você cortar radicalmente gastos supérfluos e adequar suas despesas essenciais a uma realidade bem mais enxuta. Fazendo isso, segundo ela, haveria uma sobra de R$ 99,44 para investir em CDB e Tesouro Direto todo mês.

Mas essa conta serve para quem é solteiro, sem filho e não paga aluguel.

"A pessoa terá que realmente fazer sacrifícios, abrir mão de gastos desnecessários e mudar seu estilo de vida. Mas por um período determinado. É um esforço que ela faz hoje para garantir um futuro melhor amanhã", declara Maiara.

 

Veja qual a proposta de gastos

A educadora financeira Maiara diz não ter feito mágica com os R$ 954 do salário mínimo. Apenas "fatiou" o valor, de acordo com os gastos básicos de uma pessoa, até chegar aos R$ 99,44 para o investimento.

Ela declara que a situação foi baseada em possibilidades reais e direcionada a um público específico: solteiros e sem filhos que morem em residências compartilhadas, como "repúblicas" e pensões, dividindo os gastos de habitação com outras pessoas.

Outra opção, diz ela, são filhos que ainda moram com os pais ou parentes e que desembolsem até R$ 350 por mês para ajudar nas despesas da casa.

 

Veja como ela dividiu o salário mínimo:

*R$ 76,32 para o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). O valor (8%) já é descontado da folha de pagamento.

*R$ 57,24 para o vale-transporte (a empresa pode descontar até 6% do salário mínimo). O crédito no vale-transporte equivale aos dias trabalhados no mês, considerando ida e volta de transporte público, no percurso entre a casa e o trabalho.

*R$ 350 para moradia (já inclusos água, luz e gás). Segundo ela, há pensões em São Paulo que cobram R$ 350 por pessoa num quarto compartilhado de pensão, como no site RoomGo. É preciso se cadastrar para conseguir ver as vagas oferecidas.

*R$ 220 para alimentação. Segundo ela, um exemplo acessível é preparar todas as refeições em casa e levar marmita para almoçar no trabalho. "Calcule gastar R$ 20 por semana na feira e R$ 35 por semana no mercado, aproveitando ofertas e comprando alimentos da estação. Existem também opções de cestas básicas prontas", diz.

*R$ 50 para cuidados pessoais, como esmaltes, batom, xampu, sabonete, pasta de dente, absorventes, desodorante e perfume. "Você não compra esses itens todo mês. Aproveite as ofertas e não desperdice os produtos. Seja sua própria manicure”, afirma.

*R$ 20 para crédito no celular. "Só use o celular para emergências e aproveite o wi-fi de lugares privados e públicos", diz.

*R$ 50 para o lazer, como dividir a assinatura da internet e Netflix com os companheiros da pensão. "Há muitas opções de lazer de graça em cidades como São Paulo, como exposições e shows ao ar livre", diz.

*R$ 31 para gastos com saúde. "Quem não tem plano de saúde pela empresa, terá de utilizar o SUS ou recorrer a empresas que cobram a consulta ou o exame mais barato", diz. Quanto a remédios, a dica é retirá- los gratuitamente em postos de saúde ou comprá-los mais baratos em farmácias populares.

Muito sacrifício? A educadora financeira diz que o esforço vale a pena.

 

Saiba aonde investir o que sobrou

Maiara diz que é possível investir os R$ 99,44 em CDB. "Por exemplo, o banco Sofisa Direto oferece CDB a partir de R$ 1 e sem taxa de administração ou corretagem."

Ao investir R$ 99,44, você irá contabilizar R$ 105,07 líquidos (já descontado o Imposto de Renda) no primeiro mês, respeitando o prazo do investimento que é de um ano. O investimento rendeu 108% do CDI.

Há a opção de investir os R$ 99,44, todo mês, no Tesouro Direto, mais especificamente no título Tesouro Selic 2023.

"Você pode tirar o dinheiro a qualquer momento, mas se deixar até o prazo máximo, que é de cinco anos (até 1°/3/2023), a projeção do valor a ser retirado é de R$ 6.694,77", diz. A taxa de administração é de 0,3% ao ano e a alíquota do IR nesse prazo é de 15%, os dois já descontados na conta final.

 

O que outro especialista acha dessa proposta?

Apesar de considerar a estratégia recomendada por Maiara "interessante e possível", o advogado Bernardo Pascowitch, fundador do buscador de investimentos Yubb, diz que prefere um caminho com menos sacrifícios para as pessoas.

"As pessoas não enxergam os investimentos como algo importante ainda no Brasil em razão da falta de planejamento financeiro. Caso precisem se sacrificar para aplicar seu dinheiro, o ato de investir será visto como algo ainda mais maléfico", declara.

"É importante desenvolver o hábito de investir. Mas não pode ser penoso, desagradável ou prejudicial a outras áreas da sua vida ou do seu orçamento. É importante ter prazeres na vida e ter lazer", diz.

O especialista prefere a estratégia de guardar poucos reais todos os meses ou acumular as sobras de dois ou mais meses antes de investir.

 

Robôs de investimento a partir de R$ 100

Pascowitch diz que há uma alternativa que pode ser mais rentável do que o CDB e o Tesouro Direto, além de também contar com liquidez diária: os robôs de investimento como Warren e Monetus, a partir de R$ 100.

Há opções de robôs de investimento que renderam mais de 180% do CDI em abril de 2018.

 

FONTE: UOL Economia.

Acesso em: 04/06/2018.

https://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2018/06/04/como-investir-ganhando-salario-minimo-cdb-tesouro-direto.htm