Acadêmicos e professores de Ciências Contábeis da Unioeste (MCR) fazem visita técnica na SOORO

Professores e Acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da Unioeste de Marechal Cândido Rondon realizaram, no dia 28 de maio de 2019, uma visita técnica na SOORO.

A visita faz parte dos estudos práticos previstos na disciplina de Contabilidade para a Sustentabilidade, ministrada pelo Prof. Dr. Martin Airton Wissmann, e teve como objetivo ampliar o conhecimento sobre os aspectos contábeis, aplicados na empresa, conhecer o processo produtivo e as ações socioambientais promovidas pela SOORO.

A SOORO surgiu no ano de 2001 em Marechal Cândido Rondon, no Paraná, com uma pequena unidade industrial de concentração de soro de leite. Sua capacidade de processamento era de apenas 150.000 litros por dia. Inicialmente contava com 13 colaboradores.

Atualmente, a empresa possui um quadro de cerca de 280 colaboradores diretos e uma capacidade de produção instalada para processar o volume de aproximadamente 2.000.000 litros de soro por dia.

Os ingredientes produzidos pela SOORO atendem a diversas aplicações da indústria de alimentos: suplementos nutricionais, sorvetes, chocolates, panificação, queijos processados, bebidas lácteas, entre outros.

A partir de 2019, lançou produtos com maiores teores de proteínas de soro de leite, passando a produzir os WPC's 34%, 60% e 80% Instantâneo; WPC 80% Zero Lactose e WPI - Isolado Proteico de Soro de Leite (90% Proteínas).

Também em 2019, depois de um período de negociação os acionistas dos Grupos Sooro e Renner Herrmann constituíram uma nova empresa, de nome Sooro Renner Participações S.A., que reunirá os seus atuais investimentos no segmento de Laticínios: as empresas Sooro Concentrado S.A., em Marechal Cândido Rondon - PR, e Relat - Laticínios Renner S.A., em Estação - RS.

A nova empresa terá como foco de atuação o mercado de concentrados de proteína de soro de leite (WPC – Whey Protein Concentrate, e WPI – Whey Protein Isolated), lactose, permeado, soro de leite em pó e derivados.

A SOORO tem como um dos seus focos a sustentabilidade, no qual possui como matéria-prima o soro do leite, resíduo principal da produção do queijo. A empresa demonstra ciência do seu relacionamento com o meio em que está inserida, utilizando recursos e interagindo com a comunidade. Deste modo demonstra agir de tal forma que essa interferência seja de ganho mútuo, visando um desenvolvimento sustentável global com atuação local, equilibrando os aspectos econômicos, sociais e ambientais de maneira que não comprometa as necessidades das gerações futuras. Apresenta em seu site o seguinte slogan: “devolvemos para a natureza a água que a vaca bebeu”.

Para os acadêmicos, a visita possibilitou a percepção prática da aplicação da contabilidade, constatando que os assuntos abordados em sala de aula dão o suporte teórico para a aplicação nas empresas. Também foi possível observar o processo produtivo desde o ingresso da matéria-prima até a estocagem do produto final, o que facilitou a compreensão das etapas produtivas e a importância da contabilidade nesse processo. Também, como um dos objetivos da visita, foi possível observar a preocupação socioambiental, a qual sempre foi presente para a empresa, porém foi potencializada a partir da exigência de novos clientes, sendo necessária a adoção de um amplo acompanhamento das etapas do processo produtivo, desde o fornecedor, e o desenvolvimento de novas ações.

 

Elaborado por: Colegiado de Ciências Contábeis (MCR)

Publicado em: 28 de maio de 2019